Estamos em um momento de crise sem precedentes. Não somente pessoas, mas empresas do mundo inteiro estão precisando se reinventar, adaptar suas rotinas e modificar seus hábitos.

Para as empresas de outsourcing de impressão essas necessidades não mudam!

Em um primeiro momento, pode parecer difícil pensar em reinvenção em um mercado tão segmentado e consolidado como o de impressão. Porém, nem só em momentos de crise é necessário prestar atenção nas mudanças e inovações tecnológicas da área para posicionar seu negócio em vantagem aos concorrentes e alinhado ao cenário socioeconômico atual.

Neste momento, entendemos que o foco está na sobrevivência das empresas. Assegurar o mínimo necessário para que o seu negócio não feche as portas, mesmo que com uma baixa margem de lucro, pode estar sendo o único caminho visível para muitos gestores de outsourcing de impressão.

É por isso que estamos trazendo 3 caminhos para te ajudar a pensar formas de aumentar a margem de lucro da sua empresa de outsourcing de impressão nesses tempos difíceis de crise.

1. Repense a oferta e modelo de cobrança dos seus serviços atuais

Pense além do custo/página. Diversifique a forma de adesão e cobrança dos seus serviços.
Você pode, por exemplo, cobrar pelo hardware também, seguindo o modelo de cobrança por equipamento + página impressa. Com isso, o cliente paga um valor fixo pela disponibilidade do equipamento e, pelas impressões, só paga SE e O QUANTO imprimir.

Outra forma, parecida com essa, é estipular uma taxa fixa do serviço e cobrar pelo excedente de impressão, seguindo o modelo franquia + excedente de produção. Assim, você pode fechar pacotes de serviço com base na média do consumo de impressão do cliente e, se ele ultrapassar, você ainda recebe por esse excedente.

Essa é uma opção para você realizar a migração de contratos já existentes ou para ser aplicada para novos contratos. Dessa forma, você garante um valor mínimo a receber de seus clientes.

Em ambos os casos é importante calcular corretamente o custo/página. Indicamos a leitura do nosso post sobre o que levar em conta para calcular o custo página em contratos de outsourcing de impressão.

Lembre-se que adicionar software de gerenciamento de impressão pode ser uma opção para ampliar seu ticket médio em alguns clientes. Além de gerar fidelização é uma forma de gerar receita recorrente.

2. Aumente sua margem de lucro ao reduzir seus custos operacionais

Se, na sua empresa, o monitoramento do parque de impressão e a coleta de contadores são feitos presencialmente ou por telefone e você ainda não calculou o quanto isso te custa, saiba que está perdendo dinheiro.

Não é só em momentos de crise que o uso de ferramentas de monitoramento e coleta remota é benéfico para as empresas de outsourcing.

As formas presenciais de monitoramento e coleta de contadores são trabalhosas e, dependendo da quantidade de clientes, levam dias ou, até, semanas.
O deslocamento envolve diversos custos, alguns não tão claros e que, muitas vezes, são desconsiderados pelos gestores. É o caso, por exemplo, do custo da hora do profissional que está coletando multiplicado pelo tempo de deslocamento entre um cliente e outro, somado aos custos do veículo, alimentação e etc.

Com relação ao tempo gasto nesses processos presenciais, pode não parecer, mas ele têm um impacto forte sobre o faturamento. Isso porque grande parte dessas horas poderiam ser dedicadas à conquista de novos clientes e à fidelização de clientes atuais a partir da otimização da qualidade e tempo do atendimento ao cliente.

Além do mais, monitoramento e coleta presenciais expõem tanto o profissional nesta função quanto os colaboradores dos clientes a um possível contato com o coronavírus. Portanto, neste momento de pandemia, softwares de monitoramento e coleta de contadores são essenciais, também, por questões de saúde, na prevenção do contágio da COVID-19.

Softwares de monitoramento e coleta de contadores agilizam os processos, dispensam os custos de deslocamento e disponibilizam mais tempo, dinheiro e foco para que você e seus colaboradores se concentrem nas atividades que agregam valor e aumentam o faturamento e a margem de lucro do seu negócio.

3. Diversifique sua carteira de serviços de acordo com as necessidades dos clientes/mercado

Alguns dos seus clientes podem não estar imprimindo muito, principalmente aqueles que estão trabalhando via home office. Com isso, as necessidades e prioridades mudam, mas isso não significa que você não tem mais espaço no negócio deles.

Como dito, as necessidade e prioridades mudam, assim, busque entender quais são essas novas necessidade e prioridades e analise a viabilidade de começar a prestar os serviços que as atendam.

Com os colaboradores em home office, muitas empresas se depararam com a necessidade de uma estrutura de telefonia móvel que possa ser utilizada na casa dos colaboradores, por exemplo. O mesmo pode ser percebido em relação aos computadores e/ou notebooks, que podem requerer configurações de hardware e software avançadas para a realização do trabalho do colaborador.

Esses são exemplos de um modelo de serviço chamado DaaS (Device as a Service), que tende a se popularizar nesses tempos de crise pois auxilia na redução de custos das empresas ao permiti-las focar em suas estratégias de negócio.

Paralelo ao segmento de impressão, a digitalização de documentos é uma necessidade que vinha crescendo nos últimos tempos e foi ampliada pelo distanciamento social. Muitos documentos já não precisam mais de um certificado digital para terem validade jurídica. Nesse sentido, a locação de scanners pode baratear os custos, já que não inclui todas as funcionalidades de uma multifuncional. 

Tenha em mente que, para passar a prestar novos serviços, é necessário um investimento.
Este é um momento socioeconômico delicado, por isso, não tome decisões apressadas. Estude bem os mercados e oportunidades, analise todos os aspectos e planeje seus investimentos com cautela.

Lembre-se que conquistar um novo cliente é muito mais caro do que manter os que já se possui. Por isso, dê uma atenção especial aos seus clientes atuais e fique aberto(a) para negociações.

Abra um canal de comunicação e deixe seus clientes à vontade para falar quais aspectos do seu serviço podem ser negociados para que as necessidades deles sejam supridas. Analise a proposta e tente chegar a um acordo benéfico para as duas partes.
Com isso, você oferece um serviço personalizado, o que agrega valor à sua empresa e fideliza o cliente.

Não esqueça: todos estamos passando por uma situação difícil!

Busque manter o melhor relacionamento possível com seus clientes, mesmo que eles venham a cancelar o contrato. Praticamente todas as empresas do Brasil estão em um momento de revisão de gastos e manter um bom relacionamento deixará as portas abertas para a retomada da contratação do seu serviço quando as coisas melhorarem.


Leave a Reply

Your email address will not be published.

*